Sábado, 16 de outubro de 2021
(11) 91135-9081
Política

15/09/2021 às 14h51

74 visualizações

Ana Flávia Rodrigues

Cajamar / SP

Governo anuncia mudanças no programa habitacional Casa Verde e Amarela
Entre as alterações está corte de juros para parte dos beneficiários e ampliação no teto do valor dos imóveis a serem financiados.
Governo anuncia mudanças no programa habitacional Casa Verde e Amarela
As novas medidas entrarão em vigor ainda neste ano - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O governo federal anunciou nesta quarta-feira (15) uma série de medidas para o programa habitacional Casa Verde e Amarela, lançado em agosto de 2020 para substituir o Minha Casa, Minha Vida. As novas medidas entrarão em vigor ainda neste ano.

As iniciativas foram aprovadas na terça-feira (14) pelo conselho curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e têm como objetivo fazer frente ao aumento da inflação dos últimos meses.

De acordo com o comunicado do Ministério do Desenvolvimento Regional, o novo teto do valor do imóvel do Programa Casa Verde e Amarela irá variar de acordo com a região e o tamanho da população e o aumento do limite pode chegar a 15%.

O reajuste dos imóveis será de 10% dentro de capitais e regiões metropolitanas. Para cidades com 50 e 100 mil habitantes o aumento será de 15% e as localidades entre 20 mil e 50 mil habitantes o reajuste será de 10%. Os municípios com menos de 20 mil habitantes não terão reajuste.

Outra mudança é a redução temporária das taxas de juros para famílias com renda mensal de 4 mil a 7 mil reais, bem como a modalidade de financiamento na qual estados e municípios devem garantir contrapartida mínima de 20% do valor do residencial.

Para os trabalhadores titulares de conta vinculada ao FGTS por três anos ou mais, a redução será maior, com taxas de juros anuais equivalentes a 7,16%. Segundo o governo, a adequação tornará as condições de financiamento mais competitivas.

Ainda houve uma unificação das taxas de juros cobradas das famílias com renda mensal de até R$ 2 mil, com base em características do imóvel que seria adquirido por meio do Casa Verde e Amarela com recursos do FGTS.

Com isso, as famílias incluídas no chamado Grupo 1 pagarão 4,25% de taxa de juros, se residirem nas regiões Norte ou Nordeste (4,75% se não forem cotistas do FGTS), e 4,5% caso morem nas regiões Centro-Oeste, Sudeste ou Sul (5,00% se não forem cotistas FGTS).


FONTE: Metrópoles

Deixe seu Comentário
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 - Tribuna Notícia