Sábado, 16 de outubro de 2021
(11) 91135-9081
Mundo

15/03/2021 às 15h01 - atualizada em 15/03/2021 às 16h30

206 visualizações

/

Sobre união gay, Vaticano decreta: Deus 'não pode abençoar o pecado'
Documento da Congregação para a Doutrina da Fé quer evitar confusões sobre sacramentos aos gays.
Sobre união gay, Vaticano decreta: Deus 'não pode abençoar o pecado'
Documento aprovado pelo Papa Francisco quer deixar claro sobre restrição de matrimônio gay, sob alegação que é considerado pecado - Vatican News
Nesta segunda-feira (15.mar), a Congregação para a Doutrina da Fé, do Vaticano, decretou que a Igreja Católica não pode abençoar uniões do mesmo sexo porque Deus "não pode abençoar o pecado".

A resposta 'negativa' do escritório ortodoxo, publicada em sete idiomas e sob aprovação do Papa Francisco, foi emitida para responder se o clero católico pode abençoar as uniões gays.

As boas-vindas e as bençãos da Igreja Católica aos gays era sustentado, já suas uniões, não. Para o Vaticano, qualquer reconhecimento sacramental poderia ser confundido com casamento.

A Congregação reforça que os gays devem ser tratados com dignidade e respeito, mas que o sexo gay é 'instrinsicamente desordenado'. A Igreja diz que de acordo com o ensino do catolicismo, uma união vitalícia entre homem e mulher faz parte do plano de Deus com objetivo de criar uma nova vida, conforme informa o site Vatican News.

"A presença, em tais relações, de elementos positivos, que em si são dignos de ser apreciados e valorizados, não é porém capaz de torná-las honestas e, assim, um destinatário legítimo da bênção eclesial, pois tais elementos se encontram a serviço de uma união não ordenada ao desígnio do Criador", diz trecho do documento publicado no site da Congregação da Doutrina da Fé.

"Deus não abençoa nem pode abençoar o pecado: abençoa o ser humano pecador, para que reconheça que é parte de seu desígnio de amor e se deixe transformar por Ele", reforça o decreto.

Deixe seu Comentário
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 - Tribuna Notícia