Sábado, 20 de julho de 2024
(11) 91135-9081
Entretenimento

24/03/2023 às 12h05

765 visualizações

Redação

Cajamar / SP

Atriz mirim de Cajamar é destaque em série da Netflix
Com apenas 02 anos de 06 meses de idade, Manuella Correia se tornou destaque ao aparecer na telinha da Netflix.
Atriz mirim de Cajamar é destaque em série da Netflix
A atriz mirim, Manuella Correia, no colo da mãe Roberta Oliveira e o ator Marco Pigossi
A atriz mirim Manuella Correia, com apenas 02 anos de 06 meses de idade, se tornou destaque ao aparecer na telinha da Netflix durante participação na série "Cidade Invisível", que retrata o mundo oculto de entidades mitológicas do folclore brasileiro. Filha da também moradora e cajamarense Roberta Oliveira, a pequena atriz recebe convites de agências de todo Brasil para realizar fotos e trabalhos como modelo mirim e foi descoberta recentemente pelo renomado produtor e preparador de elenco de cinema Gustavo Tranquilin, que inclusive já recebeu diversos prêmios e indicações a nível nacional por esse trabalho.

A segunda temporada é retratada quando, após um bom tempo ausente, Eric (Marco Pigossi) aparece em um santuário natural protegido por indígenas e procurado por garimpeiros, perto de Belém do Pará. Ele descobre que sua filha, Luna (Interpretada pela atriz Manu Dieguez e vivida em infância pela cajamarense Manuella Correia), e a Cuca (Alessandra Negrini) estavam morando na região com o objetivo de trazê-lo de volta à vida. Embora queira retornar imediatamente para o Rio de Janeiro com Luna, Eric percebe que a menina tem uma missão maior a cumprir na região. Ao mesmo tempo, ao tentar protegê-la, ele se torna uma ameaça para o delicado balanço entre natureza e as entidades.

Cidade Invisível é uma série de televisão brasileira de fantasia criada por Carlos Saldanha e produzida pela Netflix. É baseada em uma história desenvolvida pelos roteiristas e autores de best-sellers Raphael Draccon e Carolina Munhóz. É estrelada por Marco Pigossi no papel de Eric, um policial ambiental que descobre um mundo oculto de entidades mitológicas do folclore brasileiro, enquanto busca uma conexão entre a morte de sua esposa e a misteriosa aparição de um boto-cor-de-rosa morto em uma praia do Rio de Janeiro.

O produtor artístico Gustavo Tranquilin, que fez o convite a cajamarense Manuella Correia é um dos produtores e preparadores de elenco, que tem a função de selecionar os melhores atores para cada personagem e, além disso, é encarregado de preparar cada artista para desempenhar seus papéis com a melhor performance possível.

“Assim que recebi o convite pra Manu participar de uma série que ia ser produzida e transmitida pela Netflix fiquei tão emocionada por tudo que vinha fazendo pra ela encarar isso com alegria e brincadeira, e claro, ser feliz como modelo mirim a coisa foi tomando uma proporção tão grande que nem acreditei. Hoje vendo meus amigos e familiares compartilhando fotos e comentando que reconheceu ela na série eu fico ainda sem entender tudo isso, porém muito feliz. Só gratidão a Deus de verdade”, ressaltou a mãe Roberta de Oliveira, cheia de alegria.

Deixe seu Comentário
Veja também
Facebook
© Copyright 2024 - Tribuna Notícia